Os Capitalismos

by Bruno Borges

Cientista Político e Professor. Departamento de Relações Internacionais, UERJ

Read this first

Um texto sobre podcasts

Há alguns anos, adquiri o hábito de ouvir podcasts. A partir daí, acabei descobrindo alguns muito bons e decidi compartilhar minhas listas. Escrevi dois textos no Medium sobre o tema.

O primeiro, “Algumas Dicas sobre Podcasts”, está aqui.

O segundo, “Alguns Podcasts em Português”, está aqui.

Continue reading →


As Chaves e as Portas

Desde que as primeiras denúncias feitas por Edward Snowden sobre os programas de espionagem da NSA foram divulgadas, vivemos sob uma sensação de constante fadiga de informação. A sucessão constante de denúncias sobre novas maneiras de monitoramento em massa feitas do recolhimento e processamento de dados (ou metadados, como preferem falsamente restringir as agências de segurança norte-americanas) nos forçou a manter uma atitude de descolamento da realidade. O sentimento é de conformidade: se não há nada a fazer contra os superpoderes tecnológicos, procuramos ignorar o tema e nos convencer de que nossas vidas são por demais banais para serem investigadas ou levadas a sério pelas autoridades. Afinal, “só aqueles que fazem algo errado têm algo a temer” é a justificativa mais conveniente.

Alguns críticos procuraram frisar algo real: as revelações de Snowden, embora importantíssimas e

Continue reading →


Brincando com o Poder

Há 20 anos, estou dentro da Universidade sob diversas condições. Já fui aluno de graduação, mestrando (aqui e no exterior), doutorando (aqui e no exterior), professor horista, coordenador e professor de pós-graduação lato senso e pós-doutorando. Isso significa que já tenho alguma estrada (e observação participante) para apreciar e criticar os hábitos dessas instituições humanas, demasiadamente humanas. Como qualquer instituição, as universidades são compostas por seres humanos falhos, vaidosos, mas também generosos e brilhantes. O meu ponto é que há sempre grandes virtudes e enormes enganos.

Uma das práticas que observei durante todos esses anos dentro da universidade é um ritual que está tão entranhado na cultura universitária que raríssimas vezes, inclusive entre meus colegas, há algum tipo de questionamento sobre sua existência. O trote universitário repete-se com a regularidade de

Continue reading →